Quais são os benefícios da AR e VR na educação?

Antes de examinar alguns dos benefícios da realidade virtual na educação, vamos definir o que é a realidade virtual e como ela difere da realidade aumentada. A AR é usada em um dispositivo inteligente para projetar uma camada de texto educacional e conteúdo apropriado para a aula sobre o ambiente real do usuário, proporcionando aos alunos experiências de aprendizagem interativas e significativas. A VR cria um ambiente totalmente digital, uma experiência de usuário imersiva de 360 graus que parece real. Em um ambiente de RV, os alunos podem interagir com o que veem como se estivessem realmente lá.

Além de proporcionar aos alunos experiências de aprendizagem envolventes, outros benefícios da realidade virtual na educação incluem a capacidade de inspirar a criatividade dos alunos e despertar a sua imaginação. E isso pode motivá-los a explorar novos interesses acadêmicos. AR e VR na educação também ajudam os alunos que lutam para compreender conceitos acadêmicos difíceis. Por exemplo, através da RA, os estudantes de geometria podem verificar formas geométricas 3D a partir de múltiplas perspectivas; eles podem girar uma forma para vê-la de diferentes ângulos e até mesmo vê-la de dentro. Os benefícios da realidade virtual na educação vão além do âmbito académico e incluem também a competência cultural, a capacidade de compreender a cultura e os valores de outra pessoa – uma competência importante na sociedade global interligada de hoje. Por exemplo, uma viagem de campo em realidade virtual a outras partes do mundo, seja no Peru ou na China, expõe os estudantes a culturas diferentes da sua.

Evidências crescentes sugerem que a RA e a RV na educação, bem como a combinação de ambas as tecnologias conhecidas como realidade mista, também podem melhorar os resultados dos alunos. Por exemplo, num relatório de março de 2019, a EdTech cita um estudo que mostra que os alunos numa sala de aula de biologia de realidade mista obtiveram pontuações mais altas do que outros alunos. E a AR e a VR também podem ajudar na retenção e recuperação da memória – a EdTech relata um estudo recente que mostra um aumento na retenção de quase 9% para alunos que aprenderam em um ambiente imersivo como a VR.

AR e VR na educação: recursos e dicas
Trazer ferramentas de AR e VR para a sala de aula não precisa ser caro. Os recursos disponíveis, desde visualizadores de baixo custo, como o Google Cardboard, até equipamentos econômicos que podem ser conectados a smartphones, podem ser adquiridos sem gastar muito. Os recursos para professores incluem aplicativos acessíveis ou até gratuitos, como o 360Cities, que permite aos alunos visitar lugares como Roma e Tóquio. Outro aplicativo, o TimeLooper, permite que os alunos visitem locais através de lentes históricas, como Londres na época medieval ou na Segunda Guerra Mundial. Plataformas como Immersive VR Education e Nearpod permitem que os professores desenvolvam planos de aula com tecnologia VR e AR.

Esses e outros recursos são essenciais para incorporar a educação imersiva nas salas de aula. Mas como podem os professores organizar as suas salas de aula para maximizar os benefícios da RV na educação? Aqui estão algumas dicas.

Garanta amplo espaço físico
Para colher os benefícios da realidade virtual na educação, é importante que os alunos utilizem equipamentos de RV com segurança. Os usuários de RV muitas vezes giram ou andam cegamente, ignorando o ambiente físico. Um passo em falso pode causar lesões. Os educadores devem garantir que os ambientes físicos das suas salas de aula sejam espaçosos e seguros para os exploradores de RV. Os alunos devem estar a pelo menos um braço de distância uns dos outros e dos objetos da sala de aula. Sempre que possível, use conteúdo de RV que possa ser acessado pelos alunos sentados em suas carteiras.

Supervisionar e moderar o uso de VR em salas de aula
Pesquisas sobre o impacto psicológico da RV nos alunos sugerem que a RV deve ser usada moderadamente e sob supervisão rigorosa em ambientes escolares. As descobertas da pesquisa, conforme relatadas em um artigo recente da CNN.com, relatam que as crianças que usaram excessivamente a RV tinham falsas lembranças de terem visitado fisicamente um lugar que na verdade nunca visitaram. Limitar as sessões educacionais de RV a alguns minutos como parte de um plano de aula mais longo pode resolver esse problema.

Saiba quando usar VR na sala de aula
A RV pode dar vida a assuntos acadêmicos, oferecendo aos alunos novos insights e perspectivas revigorantes. Mas a RV não pode substituir a interação humana. A aprendizagem é fundamentalmente uma experiência social, por isso a RV é melhor utilizada como uma ferramenta complementar de aprendizagem.

Como os professores podem usar a RV na sala de aula? Depende do assunto. Usar a RV para ensinar gramática em sala de aula pode não fazer muito sentido porque a gramática é um tópico relativamente abstrato. Por outro lado, a RV pode funcionar bem para tópicos visuais e táteis, por exemplo, permitindo que os alunos aprendam “em primeira mão” sobre um evento histórico ou monumento famoso.

Leave a Comment