Riscos associados à realidade virtual

Embora os especialistas em tecnologia tenham declarado 2016 como “O Ano da RV”, não houve debate sobre os riscos de segurança e saúde associados à colocação de um fone de ouvido VR sobre os olhos.

Quando as pessoas estão envolvidas num ambiente visualizado, os riscos para a saúde podem afetar o seu bem-estar emocional e físico. Aqui estão alguns deles:

1. Ansiedade

A natureza imersiva da realidade aumentada e virtual pode gerar ansiedade ou estresse após usar um fone de ouvido de oclusão por mais de alguns minutos.

A RV pode gerar ondas de emoções mais do que apenas assistir vídeos ou fotos, dependendo das imagens que eles veem. Imagens de realidade virtual que retratam a guerra na Síria podem fazer o espectador se sentir estressado, com medo e chocado.

Pode levar algum tempo para superar essa ansiedade porque os espectadores vivenciam tudo como se estivessem em cena.

2. Náusea

Muitas pessoas que usam fones de ouvido VR reclamam de náuseas e tonturas. Seus movimentos falsos naturais podem afetar a percepção do espaço e do tempo de uma pessoa e causar náusea, fadiga ou tontura.

Um estudo realizado pelo Centro Keck de Neurofísica da UCLA demonstrou efeitos colaterais prejudiciais da RV entre ratos de laboratório, incluindo “enjôo cibernético” e padrões irregulares de atividade dentro do cérebro dos ratos.

Os cientistas notaram que 60% dos neurônios dos ratos desligam em ambientes de realidade virtual.

3. Fadiga ocular

Os fones de ouvido podem gerar forte cansaço visual entre os usuários. Eles forçam os olhos para se concentrarem em uma tela pixelada que emprega um único elemento óptico refrativo. Os fones de ouvido geralmente não resolvem os problemas ópticos com dispositivos próximos aos olhos e ficam irritados após alguns minutos.

Os engenheiros de fones de ouvido devem descobrir um método para preservar um grande campo de visão (FoV) para os usuários. Os humanos geralmente têm uma visão de 200 graus, envolvendo 140 graus de visão binocular para percepção profunda e 60 graus para visão periférica.

Os riscos absolutos de privacidade e segurança da realidade virtual são uma questão crítica em relação aos dados do usuário ao usar o conjunto VR, pois os dados e atividades realizadas estão presentes e flutuam em uma nuvem, o que significa que estão em constante ameaça de serem hackeados e roubados , levando à tomada de medidas para proteger os dados.

Como a realidade virtual beneficia a sociedade?
O fortalecimento da experiência humana através da RV é um ponto de viragem na história da humanidade, pois ajuda as sociedades de muitas maneiras, incluindo a medicina.

A VR para o manejo da dor é uma das aplicações tecnológicas mais utilizadas e mais estudadas. Os médicos compreenderam ao longo dos anos que esta “terapia de distração” tecnológica é uma ferramenta eficaz para combater a dor e o medo da dor.

“A dor é uma percepção ligada à sua atenção, humor e emoções”, explica Thomas Caruso, MD, anestesista pediátrico do Lucile Packard Children’s Hospital Stanford e professor de anestesiologia perioperatória e medicina da dor na Stanford School of Medicine.

“Com a RV, podemos ajudar a ajustar a mentalidade do paciente para se concentrar menos na ansiedade e na dor”, diz Caruso, que é cofundador do CHARIOT (Redução da Ansiedade Infantil por meio da Inovação e Tecnologia), o programa de tecnologia imersiva de Lucile Packard no qual mais mais de 150 pacientes por mês usam VR como parte de seu tratamento.

Os benefícios da realidade virtual nos negócios
Os consumidores podem testar os produtos antes de comprar‍
Um dos benefícios mais famosos da realidade virtual nos negócios é permitir que os clientes compartilhem produtos em lojas físicas usando um fone de ouvido com óculos que produz uma experiência de 360 graus.

Esta simulação fornece uma riqueza de detalhes para o comprador examinar. Cada fornecedor de marketing local deve ser informado sobre as possibilidades de conectar os consumidores aos produtos através do envolvimento em RV. Foi comprovado que a estratégia “experimente antes de comprar” impulsiona as vendas.

Emprega profissionais médicos com informações poderosas sobre os pacientes‍
Os médicos estiveram entre os primeiros especialistas a testar a tecnologia VR, enquanto os hospitais inicialmente relutaram em apoiar esse equipamento sofisticado devido ao que parecia ser uma curva de aprendizagem intensa.

A tecnologia VR tornou-se mais fácil de entender e usar com o tempo, ao mesmo tempo que fornecia aos médicos uma fortuna de dados de pacientes que não era possível obter no século passado. Essa visão completa da anatomia humana é usada para ajudar os médicos a realizar cirurgias e auxiliar os pacientes na terapia de reabilitação.

Vale ressaltar que estima-se que uma em cada 11 pessoas será diagnosticada com transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) durante a vida, com a nova tecnologia de RV proporcionando esperança para a recuperação daqueles que sofrem.

Os benefícios da Realidade Virtual na Educação incluem a montagem e edição de projetos de VR sem habilidades de programação.

Fácil integração entre plataformas e software: VR, PC e smartphones

Leave a Comment